Saiba qual a melhor época para plantar florestas comerciais

Tempo de leitura: 4 minutos

Há mais de um século é feito o plantio de florestas comerciais no Brasil, com o objetivo de preservar áreas ambientais (florestas naturais), suprindo a demanda das indústrias e população por madeira e seus derivados. A produção atual se distancia das iniciais, cujo foco era em eucalipto e pinus. Madeiras como mogno africano, consideradas nobres, são cultivadas devido à fácil adaptação em solo e clima brasileiro, além de oferecer uma matéria-prima de qualidade superior.

Mas, afinal, qual a melhor época para plantar florestas comerciais?

Assim como qualquer plantação, a silvicultura, o cultivo de árvores para fins comerciais deve respeitar algumas premissas para evitar danos nas fases de plantio e colheita.

ANTES DO PLANTIO
O primeiro passo será verificar se a área onde se pretende realizar o corte do plantio está localizada fora de uma APP, sigla para Área de Preservação Permanente, e da Reserva Legal (RL) da propriedade. As condições edafoclimáticas (clima e solo) devem ser analisadas para identificar quais áreas estão aptas para o plantio (análise química do solo) e identificar as sementes e mudas adequadas para a plantação da árvore desejada.

Estes últimos itens são a base de uma floresta comercial lucrativa, uma vez que irão interferir diretamente na qualidade do produto final. Para diminuir custos de replantio, procure fornecedores de mudas (ou sementes) com o registro de produtores no Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa).

O PLANTIO
Depois de comprar as mudas é hora de pensar no plantio da floresta comercial. A preocupação inicial é com a fase de “pegamento”, momento em que a raiz da muda irá se fixar no solo e captar os ingredientes necessários para o seu desenvolvimento. Como suas raízes são curtas e frágeis, ela absorve os nutrientes da superfície, sendo necessário o solo apresentar condições para tal. Portanto, o período ideal para plantar uma floresta comercial é o de maior índice pluviométrico, ou seja, o período de chuvas. Este varia conforme a região do país. Veja o resumo e saiba onde investir:

REGIÃO NORTE
Envolve, em grande parte, a região Amazônica e tem clima quente e úmido. O período de chuvas acontece no verão e outono, com exceção de Roraima e parte do Amazonas, onde ocorre principalmente durante o inverno devido à localização entre os dois hemisférios. A região tem a melhor condição de solo e clima para o cultivo de algumas espécies (nativas e introduzidas), como o mogno africano, além de localização estratégica para a exportação de madeira. Isso significa que propicia o crescimento acelerado nos períodos úmidos e a secagem eficaz (promovendo o aumento da resistência da madeira) em épocas de seca.

REGIÃO NORDESTE
É uma região com clima complexo, influenciado pelos Sistemas de Correntes Perturbadas de Sul, Norte, Leste e Oeste. Tem temperaturas elevadas no verão e apresenta mínimas moderadas no inverno litorâneo, enquanto nos planaltos pode chegar a um grau. As chuvas ocorrem sobretudo no inverno, eximindo o sertão.

REGIÃO SUDESTE
O maior índice pluviométrico ocorre entre os meses de verão, com seu pico em janeiro e tem o menor índice durante o inverno, normalmente em julho. O período da seca, como é chamado, tem duração de seis meses em algumas áreas como o vale do rio Jequitinhonha e dois meses, nas serras do Mar e da Mantiqueira. A região apresenta temperaturas mais baixas e amenas.

REGIÃO SUL
Possui uma divisão simples das estações do ano, com inverno frio e verão quente. É a região com temperaturas mais baixas, onde as chuvas acontecem sobretudo no inverno e, em menor quantidade, no verão. Devido a isso, o plantio costuma ser em meados de setembro para fugir da geada e ainda aproveitar as chuvas.

REGIÃO CENTRO-OESTE
A região tem um alto índice pluviométrico de novembro a março, meses mais quentes, e o inverno excessivamente seco, com chuvas raras. Apresenta altas temperaturas durante a maior parte do ano e o mês mais quente é marcado pelo início da primavera – setembro, com máximas de 30 a 36 graus.

Tem interesse em iniciar uma floresta comercial ou investir no cultivo de uma? É possível lucrar contribuindo positivamente com o meio ambiente. Descubra como se tornar um investidor florestal. Acesse www.radixflorestal.com e saiba mais!

Sobre Radix Investimentos Florestais

A Radix visa democratizar os investimentos florestais tornando-os acessíveis e assim propiciar que mais pessoas usufruam de seus benefícios. Nosso crowdfunding florestal é um investimento que gera ganhos financeiros, ambientais e sociais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *